Acerca de mim.....

A minha foto
Cristão, oriundo de uma família conservadora, praticante e de valores religiosos. Sou crente, temente a Deus, pecador, observador do fenómeno divino!. Respeito as opções de cada um, não faço diferença de crenças, e partilho a fé na diversidade de valores cristãos. Pratico a humildade, a solidariedade,e a fraternidade, dou a face se tiver que ser, dou a camisa do corpo ao irmão carente. Sou solidario, e com uma visão da vida muito pessoal, procurando ser sempre respeitador, e não violador de consciências, ou das dignidades. Nao quero ferir ninguém, tão sómente ser justo, correcto, e sensível no que penso, como escrevo, e como me dirijo as pessoas, como inter-actuo com elas. Não faço da vida um problema, e não faço do meu amor-proprio o centro do universo. Tenho a consciencia que não estou só neste mundo, e que todos são meus irmãos em Deus. Faço deste espaço, o meu ponto de encontro, de ideias, pensamentos, dúvidas, procurando sempre têr a minha alma gemea falando comigo. Não temo a critica, não tenho a pretensão de sêr dono da verdade, pelo contrário, expresso sentimentos, opiniões, e trabalho essencialmente os afectos, que me são tão caros. (mikeaf.antonio@hotmail.com)

PENSAMENTOS, REFLEXÕES,VERDADES....

"CULTURA É TUDO AQUILO QUE FICA DEPOIS DE TERMOS ESQUECIDO TUDO AQUILO QUE APRENDEMOS"

******************

Tenhamos a certeza que o amor não se entende, nem se percebe, nem se explica, nem se critica........
vive-se, porque das suas razões (do amor...), só Deus e nós dois sabemos, e, podemos avaliar dos seus
fundamentos!!!

******************

(*)(*)(*)(*)(*)(*)(*)(*)(*)(*)(*) " VIVER, E NÃO TÊR A VERGONHA DE SÊR FELIZ!!!! " (*)(*)(*)(*)(*)(*)(*)(*)(*)
/*/*/*/*/*/*/*/*/*/*/ "UMA MULHER DEVE CORAR ATÉ AO FIM DE SEUS DIAS" /*/*/*/*/*/*/*/*/*/*/*/

*******************

" LEMBRAR É FÁCIL PARA QUEM TEM MEMÓRIA, ESQUECER É DIFICIL PARA QUEM TEM CORAÇÃO!!!

*******************

QUANDO VOCE É FELIZ O TRABALHO TE DÁ PRAZER. MAS QUANDO O TRABALHO TE DEIXA FELIZ É UMA FUGA DA INFELICIDADE . . . . . . . . (Jorge J. Matinz)

*******************

“ ... somos feitos de nossos sentimentos mais profundos; almas como as nossas necessitam de exageros para viver!!!! ”

Obrigado Kássya.

_____________________________________________________________________________


**************************** NOTA AOS LEITORES ****************************
A TODOS OS MEUS LEITORES MUITO OBRIGADO PELO VOSSO ACESSO.
É GRATIFICANTE SENTIR ESSA RECOMPENSA.TUDO O QUE ESCREVO É DO CORAÇÃO, PURO, GENUINO, SEM HIPOCRISIA OU CINISMO, SÓ O AMOR, A PAIXÃO DE VIVER ME ANIMA, ME DÁ ESTE GOSTO DE PASSAR AOS OUTROS OS MEUS SENTIMENTOS, AFECTOS, AMARGOS DE VIDA, NUMA PARTILHA QUE QUERIA SAUDAVEL, E JUSTA.SEI QUE VOU AO ENCONTRO DE MUITOS CORAÇÕES MAGOADOS, TRISTES, DESILUDIDOS, E EU COMO SER HUMANO COMUM, NAO FUJO À REGRA.PODEM SE ASSIM O ENTENDEREM ADICIONAR SEU ENDEREÇO NO MEU MSN.QUERIA TAMBEM CHAMAR A VOSSA ATENÇÃO PARA O FACTO DE EU ESCREVER OUTRO BLOG, TAMBEM ELE DE AMOR, E AFECTOS DO CORAÇÃO, QUE SE CHAMA

------- >>>>>>> mongeporamor.blogspot.com
(basta clicar no icone à esquerda, canto superior)


PARA ACEDER A ESSE BLOG BASTARÁ CLICAR EM CIMA DA IMAGEM QUE SE ENCONTRA NO TOPO DO LADO ESQUERDO DO VOSSO ECRÃ.GRATO PELA VOSSA AMIZADE.
_______________________________________________________________________________________

Meu Nick's Preferidos que uso: farolluminoso / estreladamanhã


Tradutor / Translate

TE AMAREEEE.....

...........................................O Amor é eterno, divino e sem pecado, porque amar é o destino e desafio de todos nós, e só o preconceito tende a anular a essência com que fomos criados.... AMOR!!! Quem ama não peca!!!!

sábado, 3 de maio de 2008

Suicidio, Derrota ou Vitória......

Nota do autor do Texto: O pensamento abaixo, não pretende sêr um dissertação sobre o suicidio, porque é muito complexo para sêr abordado assim de forma tão escorreita.
O que escrevo abaixo, é mais um pedido de compreensão pelos que por momentos admitem atentar com si, e o seu bem estar.
O que escrevo, é um grito de raiva pela incompreensão dos que facilmente criticam condenam quem opta pelo suicídio.
Tento dar voz, ou falar por aqueles que sofrem, querem falar, ser compreendidos e não encontram ninguém que os escute, ajude, e assim recebam a paz que procuram de uma forma ou de outra.
_________________________________________________________

Suicídio, a morte por catalogo, com hora marcada.
Que pode levar um ser Humano a escolher terminar prematuramente sua vida?. Porquê?
Se para sermos humanos, devemos valorizar a vida, porque acedemos, ou até mesmo decidimos falar da nossa morte como se de um bem se tratasse?
Estado de espírito alterado, depressão, sem horizontes de vida, podem ser "razoes" que levam a admitir essa "fuga" para a "liberdade", a "fuga" da opressão a
que estamos sujeitos pelos outros.
Vida, estado físico divino, concedido pelo nosso Deus, não é propriedade do individuo que contra si atenta, logo ilegítimo.
Viver, é bom, desfrutar dos prazeres da vida, dos gostos, das cores, das alegrias, e das..... tristezas.
Pode começar aqui o problema, pois quando as tristezas são mais que as outras razoes, talvez tudo se torne num pesadelo.
Se alguém equaciona a vantagem de estar vivo ou morto, provavelmente está já morto, pois só facto de o admitir,pressupõe que para estar morto, faltará dar o "passo", o clik para que a luz se apague.
Alguém que deseja morrer, comete já em si pecado, mas para o suicida isso faz pouca diferença, Porque a dor de estar vivo, é terrível, porque se mantém dia após dia, e aparentemente não terá fim.
A desilusão, a vida desfasada da realidade, a dor de manha a noite, a sensação de que se fala no deserto, e que ninguém nos ouve, o túnel que cada vez fica mais escuro, a sensação de falta de ar, nos sufoca, faz com que sintamos alivio no lado de la da vida.
Não há idades para suicidas, e em todos os escalões etários há indivíduos propensos, porque cada um imagina a a vida e o que espera dela à medida de seus valores. só que por vezes, não estamos sintonizados com esses valores.É horrível viver num mundo, onde não encontramos nada que nos estimule os sentidos, os afectos, as vitorias de vida. Viver assim é uma tortura, é um castigo
que mais que a dor física, acarreta uma magoa profunda, uma tristeza imensa, um questionar continuo do que sou, do que faço aqui, que objectivos, que amores, que vitorias.
Se não houver sinais que nos apontem uma alegria, ou uma vitoria, ficamos fechados em nós mesmos, nos isolamos, e passamos a cultivar o "gosto" de partir.
As razoes para um suicídio estão em todos nós, e só a coragem ou não de cometer pode ser decisiva. Sentir mágoa, sentir que a vida não tem mais nada para oferecer, a não ser um estado vegetativo, qual fabrica de produzir trampa(fezes), é horrível.
Não sermos mais capazes, ou não termos um bom argumento para estar vivo, pode ser perigoso. Há quem se suicide por razoes monetárias, negócios falhados, endividamento elevado.
Há quem se suicide por razoes afectivas, pois não encontram a felicidade, nada faz mais sentido. Há quem se suicide por solidão.
Há quem se suicide por insucesso profissional.
Há quem se suicide por todas as razoes anteriores juntas.
Para quem não experimenta de forma intensa, esta vontade de "partir", esta questão é
aberrante, mas um dia talvez possam andar por estas andanças.
A sociedade, carregada de tabus, de questões morais mesquinhas, de alcoviteirice, de mal dizer, de escárnio, é insensível a este drama, e mesmo que tome contacto com ele, toma uma atitude piedosa, hipócrita, e passa pelo assunto, assobiando para o lado, como que se nada tivesse a ver com ele.
Pergunto.... quem atenta contra a sua vida será cobarde? Eu responderia que não. Trata-se de uma "saída" que na perspectiva do suicida é benéfica, já que não encontra alegria de estar por aqui. Alguém que perde a razão de sua felicidade, de sua alegria de viver, a razão que lhe transmite a cada momento que tem um projecto a cumprir.
O desgosto de não sentir solução para os seus problemas, de sentir que não mais vai ter o que o faria feliz, retira sentido à vida.
Alguém que seja forçado a viver uma situação que o martiriza, que o escraviza, que lhe retira o gosto de estar aqui.... naturalmente encontra paz no suicídio.
Quantos de nós já sentiu essa vontade? talvez mais do que imaginamos.
Acho deplorável que alguém se converta num acepipe, numa couve galega, sem estimulo para sorrir, sendo um ser vegetativo, insensível aos factos que o rodeiam, mais parecendo um vagabundo caminhando errante, em direcção a algo que será a morte..... então porque não abrevia-la?
Porque não dar uma oportunidade à dignidade?
Ate na morte devemos ser dignos, ser grandes, e mostrar nosso carácter.
Por contraponto, o suicídio é a dor do momento, que logo se torna em liberdade, pois nos liberta das amarras escravizantes da vida.
Só o receio da dor, pode levar o suicida a hesitar, mas não a desistir. A grande duvida do suicida, será a forma de "partir", aquela que lhe conferirá menor dor no momento.
Ainda assim, temos que um suicida envia diversos sinais de pedido de auxilio, mas podem não ser audíveis, pois muitos desses sinais são um refugio na solidão, no silencio da amargura.
Quando alguém atenta contra a vida, e usa processos que podem ser de todo reversíveis, provavelmente não quererá morrer, pois não esgotou, não tornou irremediável a sua atitude. Estará mais é a pedir atenção.
Por outro lado, temos os suicidas determinados, que optam por processos irreversíveis, que não admitem arrependimento.
Quando alguém sofre, não "vê" saída, e se sente perdido no meio de uma tempestade, não podemos ficar admirados pelas suas opções, pois a sua cabeça busca o alivio nem que seja no inferno.
Respeito um suicida, não tenho a ousadia de o criticar, pois que os patamares emocionais em que cada um está não são iguais. Nunca direi que um suicida é um ser doente, mas alguém que equacionou a relação de valores, e que a felicidade que obtém desses valores não é a desejada.
A vida é de cada um, e a morte também. Respeitemos as opções de cada um, não façamos juízos de valor, e vamos dar o primeiro passo para que ninguém sinta vontade de atentar contra si.

2 comentários:

Dayse disse...

O suicídio é um produto sa nossa sociedade , um produto "urbano " podemos assim dizer , poderia discorer sobre vários aspectos a respeito desse tema que é mto amplo e de tem várias vertentes, mas vou me deter em alguns tópicos: O primeiro e o que me chama mais atenção é com relação a sociedade indígena , os índios até então não tinham essa visão de " dar cabo da prórpia vida , ou seja essa ideía de suicídio, isso só aconteçeu , com a en=trada dos valores dos " homems ditos civilizados ". Na sociedade indígena desconheçia-se tal pratíca, mas com a aculturação ( no meu entender , totalmente nociva ) isso vem aconteçendo largamente e tem sido motivo de estudo , por vários antropologos e sociologos. Os motivos variam , vão desde bebidas , drogas , até a descoberta de misérias , sté então não vivenciadas por eles. Desse modo , podemos dizer que nossa sociedade , com suas mazelas e decepções acabam por fragelar o ser humano . Quanto mais aspirações do ponto de vista material e sentimental , mais conflitos e em contrapartida mas infelicidades.A complexidade dos grandes centros urbanos, a midia e os apelos veiculados pelos mesmos , acaba por nós tornar muito infelizes, porque somos aquilo que temos , que usamos , e que possuimos , e se não temos , acabamos por nos tornar seres " miseráveis e carentes" , fragelos humanos e presas fáceis p esse mal do século. Penso que a cura p o suicídio reside na simplicidade , na busca por valores perdidos , valores esses que não são mais vivenciados por nós. Tudo é mto rapido em nossos dias , com a utilização de tecnologias é grandes descobertas. E nesse "bum " de modernidade , o amor e os gestos mais simples perderam-se, esvaziaram-se ...a cura pra nossas depres e infelicidades pode ser resgatada com um sorriso sincero , um eu te amo , um afago sincero.. e foi isso que nossos " selvagens " perderam ao começar a se suicidar . Não acho suicídio um ato de coragem , nem mto menos de covardia , penso que ele é o resultado do desamor latente dos nossos dias .

Sedutora disse...

Na nossa vida muitas vezes temos que nos resguardar por algum tempo antes de começarmos um processo de renovação.E para que continuemos um voo de vitória, devemos desprender-nos das más lembranças, costumes e outras tradições que nos causaram dor.A dor que nos leva ao suicidio.E porque a vida não é um filme e os sonhos só se realizam nos contos de fadas.Eu ja tentei o suicidio,Os desafios sempre comandaram a minha vontade,como se mais que um jogo, a vida fosse um corolário de ideias realizadas, segredos que se transformam em desejos e desejos que se transformam em pressentimentos tornados possíveis pela determinação e um ou outro golpe de magia.Vivo cada vez mais convencida que no amor e na vida tudo o que acontece serve para nos mostrar um caminho. Esperar sem sofrer,e ai que buscamos o suicidio,que e o a afinal tanta falta nos fazia e nem sequer imaginávamos.A tentativa de suicidio maior parte deve-se a solidao as pessoas escondem-se em casa, preferindo humilhar-se.Ninguém é capaz de encarar a solidao, e todos os pensamentos que ela trás...ai surge a ideia do suicido.Nao creio que o suicidio seja acto de cobardia... Compreendo bem, hoje, essa diferença. Nesta fase ao mesmo tempo dolorida e benfazeja que atravesso, e na qual pensar sobre os caminhos de minha vida se torna inevitável e necessário o SUICIDO....
Um Beijo Tony
"Sedutora"